Brawl Stars Dicas
Sua maior fonte de conteúdo e notícias de Brawl Stars no Brasil!

A História Secreta do Brawl Stars

A história surpreendente por trás do mais recente jogo do criador de Clash of Clans

TEST – BG/BS 1
TEST – BG/BS 2
0 589

Você provavelmente já deve ter visto um conteúdo ou outro falando superficialmente sobre a criação do Brawl Stars, mas você da versão ‘secreta’ dessa história?

Recentemente a Apple colocou dentro da App Store, uma página especial para contar a “História Secreta do Brawl Stars”. Ela só pode ser acessada por jogadores que possuem smartphone Apple e com iOS 11 ou superior. Por esse motivo resolvi trazer a história aqui para o site também, para que mais pessoas possam ler e além disso, a tradução lá não ficou tão boa! 😉


Vocês sabem, jogos como o Brawl Stars não nos chegam completamente formados. Foram necessários quatro anos de evolução constante para atingir esse ponto. O que começou como um jogo de fantasia transformou-se num festim de lasers de ficção cientística e, depois num valente coboiada.

- Publicidade -

Hoje, o jogo mantém esse estilo à la faroeste, mas os tiroteios caóticos são mais divertidos e disparatados do que nas versões anteriores.

(Na verdade, há uma reviravolta inesperada no mundo do Brawl Stars que ainda não foi revelada, diz a equipe responsável. Há pistas por todo o lado do verdadeiro contexto do jogo, se procurarmos bem.)

Jon Franzas assistiu ao nascimento do jogo. Recorda que apesar dos quatro anos de ajustes e mudanças temáticas, o estilo do Brawl Stars permanece totalmente intacto.

Jon Franzas começou a trabalhar no que viria a ser o Brawl Stars em 2014.

“Penso que a primeira versão era um desafio mortal, um jogo do estilo Battle Royale,” diz Franzas. “Depressa percebemos que disputa-lo com amigos seria um dos seus pontos fortes e o tornamos em um jogo três-contra-três.”

O primeiro protótipo do Brawl Stars era, efetivamente, um jogo de fantasia – somente porque os artistas de criação de jogos da Supercell dominavam o estilo e facilmente conseguiam obter um visual genérico.

Mas, mesmo com um aspecto improvisado, Franzas e a equipe sentiam um potencial do jogo. Era necessário um contexto mais sólido. Durante algum tempo ainda ponderaram colocá-lo no mesmo universo que o Clash of Clans e o Clash Royale – todavia, acabaram por criar todo um mundo novo.

A equipe do Brawl Stars anda a experimentar e modificar várias características do jogo há quatro anos.

“A Supercell ainda não tinha feito nada espacial”. diz o atual chefe da equipe do Brawl Stars, Frank Keienburg. “Queríamos que abrangesse diferentes modos de jogo e diferentes lugares, por isso criamos os planetas entre os quais você poderíamos viajar.”

O jogo recebeu o Codinome Laser e a equipe passou a estudar as possibilidades de um universo de ficção científica. Mas, como explica Franzas, “era muito difícil encontrar uma perspetiva nova para o cenário espacial”.

Estes esboços de personagens ao estilo da ficção científica remontam aos tempos em que Brawl Stars tinha o codinome Laser.

Eis que entra na equipe o artista Paul Chambers. “O tempo estava passando e o jogo corria um grande risco, porque estava sendo desenvolvido a um ano sem que se encontrasse um tema definitivo”, diz Chambers, que propôs a sua transformação num faroeste. “Quando reunimos todos os lugares-comuns do Oeste, acabou por se mostrar bastante fácil”.

Chambers conta que desenhou dez novos personagens ao estilo do Velho Oeste num único fim de semana, muitos dos quais temos hoje.

Enquanto o Crow mantém o nome desses esboços iniciais, Cactus, Trickshot, Barkeep e Shotgun passaram a ser Spike, Colt, Barley e Shelly.

“[O cenário do Velho Oeste] era muito mais concreto”, explica Franzas.” As capacidades dos Brawlers faziam muito mais sentido e era mais acessível, comparado com o do espaço, em que as armas e os monstros eram um pouco mais abstratos”.

A equipe lhe deu o codinome temporário Gun Town, mas à medida que se sentiam mais confiantes num lançamento global começaram a pensar no futuro do jogo.

“Num contexto de faroeste, admite “Keienburg. “Queríamos ter muita diversidade e, projetando para daí cinco anos, nos perguntamos o que poderíamos acrescentar ao gênero de faroeste que não tenha sido, de alguma maneira, usado”.

Mais uma vez, o jogo teve de evoluir. O Brawl Stars de hoje elevou o tema do Velho Oeste a novos e inesperados patamares.

Enquanto ainda não é tudo completamente revelado, podemos garantir que várias vezes por mês acrescentam novos personagens, modos de jogo e acontecimentos. E Keienburg diz que a equipe quer ajudar os jogadores a criar mapas e partilhar momentos do jogo nas redes sociais.

É bastante natural que um jogo com base na lógica de sobrevivência do mais forte atirador esteja em permanente evolução. O Brawl Stars é um jogo vivo. Não só pelos tiroteios imprevisíveis, mas por haver sempre algo novo para ver e fazer. E assim continuará, nas próximas semanas, meses e anos.


E aí, curtiram a história? Compartilhe o link do post nos grupos que você participa!

A História Secreta do Brawl Stars
4.7 (93.95%) 162 votos

Aplicativo Brawl Stars Dicas

Fonte App Store / The secret history of Brawl Stars